quarta-feira, 9 de abril de 2008

Droga: criminalizar novamente o consumo ou o retrocesso

É uma questão de convicções pessoais e políticas.
Pessoalmente, julgo que o nosso governo local continua a fechar os olhos ao crescente problema da droga.
E assim, para ser coerente, vai agora ensaiar o regresso a soluções passadas, que já demonstraram ser ineficientes.
Nada mais coerente.
O proprio director regional da PJ já veiculou números segundo os quais o consumo de heroína vai baixando no continente e aqui continua a subir, sendo os consumidores cada vez mais jovens.
Depois, vem aquele senhor que puseram a secretário regional da saúde, dizer o contrário. Enfim.
Agora querem propor a criminalização do consumo, novamente. Grande coisa.
Já se viu que isso de nada serve.
Os senhores deputados ficarão muito satisfeitos, cumpriram o seu papel, mandaram mais papel para a Assembleia da República.
E mostraram serviço. Estão a combater o flagelo.

Coisas como prevenção nas escolas (pensam que aquelas coisas do "desgraçado do drogado" ainda pegam?), policiamento de proximidade e não repressivo, mais centros de apoio e recuperação, tudo coisas que não servem para nada.

Ainda não os vi preocupados em saber como raio chega tanta droga a esta terra rodeada de mar...

3 comentários:

Su disse...

..mas todos sabemos como chega....quem vende..quem consome...
fico perplexa é todos fazerem de conta que é coisa de pobres....opsss

jocas maradas

M disse...

É verdade. Todos fazem de conta que é assim coisa de pobre.

Nuno Moura Pereira disse...

Não sei se redondos se quadrados, talvez apenas retrógrados...